UlPress Soluções em Comunicação

UlPress - Página inicial

Pensando Alto

Leia os posts abaixo e pense alto conosco

07 nov 2013

O jornalismo ainda aprende com o caso da Escola Base

escola-base1

Apesar de aprender durante o período acadêmico que o jornalismo é imparcial e precisa ser investigado antes da informação ser divulgada, alguns profissionais ainda caem no erro de transmitir informações errôneas, como foi o caso da Escola Base ocorrido há 19 anos. O caso aconteceu em 28 de março de 1994, quando duas mães acusaram quatro donos da creche Escola Base e pais de um aluno de abusar sexualmente de crianças entre um e seis anos.

Após a acusação, o delegado Edélcio Lemos chamou a imprensa, mesmo sem provas, e conseguiu voltar aos holofotes dos principais meios de comunicação do País para o caso já tratando os acusados como culpados.  A população, que ficou enfurecida com as notícias do caso depredou a escola, roubou e quebrou a casa dos funcionários envolvidos enquanto eles estavam presos. Semanas depois, o laudo do exame de corpo de delito feito nas crianças que supostamente sofriam abusos ficou pronto, e o resultado foram apenas assaduras causadas pela forma de se sentar e pelo tempo de trocar a fralda.

Atualmente os seis envolvidos no escândalo da Escola Base receberam uma indenização no valor de quatrocentos e cinquenta e sete mil reais do Estado de São Paulo, mas essa restituição não irá pagar aos inocentados as situações que passaram na época que foram de problemas de saúde a não poderem sair às ruas. Enfim, o caso da Escola Base é um exemplo para discutirmos o papel da mídia em termos de imagem e exposição pública, por se tratar de uma situação de precipitação dos meios de comunicação.

 

Louise Batista

 

FONTE: SITE R7

 

Compartilhe:
Deixe um comentário

Deixe aqui seu comentário!

* Campos obrigatórios