UlPress Soluções em Comunicação

UlPress - Página inicial

Pensando Alto

Leia os posts abaixo e pense alto conosco

23 fev 2014

2ª edição do Forró no Parque lota o Parque da Cidade com shows gratuitos de Adelmario Coelho e Zelito Miranda

FORRÓ NO PARQUE - 23 FEV-26 (1)

Nem o clima duvidoso, que ameaçou muita chuva neste domingo (23), inibiu o público que curte o projeto Forró no Parque. Quebrando paradigmas, há menos de uma semana para o Carnaval de Salvador, os forrozeiros Adelmario Coelho e Zelito Miranda reuniram cerca de oito mil pessoas no anfiteatro Dorival Caymmi, no Parque da Cidade, para curtir a segunda edição da quinta temporada do evento, que se destaca também por ter entrada franca.

Abrindo a programação, Adelmario Coelho subiu ao palco às 11h40 e colocou toda a sua “nação forrozeira” para dançar ao som dos principais sucessos, registrados ao longo dos seus 20 anos de carreira, a exemplo de “O Neném”, “Farpas e Alfinetes” e “500 anos de Brasil”. No repertório do show, a música de trabalho “Chá de Costa” também integrou o set list e animou a galera. “A cada momento essa parceria se consolida ainda mais. Por estarmos perto do Carnaval, chegar aqui e sentir essa receptividade do público e ver quanto o forró é um ritmo querido é algo que realmente nos emociona. Temos muitas razões para celebrar”, considerou Adelmario.

Em seguida foi a vez de Zelito Miranda animar o público com o seu forró bastante temperado. Além das canções característica do ritmo, o repertório do forrozeiro contou também com algumas músicas de samba, que ganharam um ‘tempero’ diferente na voz do cantor, a exemplo de “Do Jeito Que Seu Nego Gosta”, “Bolo Doido”, “Deixa a Vida me Levar”, “Vai Vadiar”. A música de trabalho de Zelito, “Lugar de Baiano é na Rede”, teve uma recepção bem calorosa do público que dançou até o fim. “Esse projeto é algo formidável não apenas para o mercado do forró, mas também para o povo que encontra aqui diversas formas de diversão. É um sentimento grandioso chegar aqui e ver que tanta gente veio nos prestigiar”, disse Zelito Miranda que logo anunciou o convidado especial do dia, o Cortejo Afro.

No palco, a percussão do grupo contagiou o público que cantou e se emocionou com os grandes hits da música negra como “Sorriso Negro”, “Faraó Divindade do Egito” e “Depois que o Ilê Passar”. “Essa junção dos tambores percussivos do Cortejo Afro com o Forró o torna um ritmo elegantemente temperado”, comentou o vocalista do Cortejo, Portela Açúcar. Surpreendendo a plateia, Adelmario retornou para o palco e, juntamente com Zelito Miranda e o Cortejo cantaram a música “Riacho do Navio”, em homenagem a Luiz Gonzaga.

FOTOS: Eder Mota

Compartilhe:
Deixe um comentário

Deixe aqui seu comentário!

* Campos obrigatórios